sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Mais uma vez... os estacionamentos
Não sei bem se feliz se infelizmente também sofro do mesmo problema, ou seja também sou deficiente.
Já perdi a conta ao número de vezes que reclamei contra PSP (sobretudo no Porto, onde resido), seguranças privadas de hipermercados (vulgo Continente de Matosinhos) e as pessoas individuais.
Não existe, na sociedade portuguesa, qualquer tipo de sensibilidade para o próximo problema.
Já agora eu sou deficiente de nascença e possuo 64 por cento de deficiência. De uma forma mais genérica, posso dizer-te que nasci sem rótulas.
No entanto, e apesar de algumas dificuldades, consegui fazer a minha vida dentro daquilo que se pode considerar a "normalidade".
Sou licenciado e jornalista de profissão há 10 anos.
Nesta última qualidade denunciei várias vezes o problema mas sem qualquer êxito, infelizmente.

1 comentário:

Joao Couto Lopes disse...

Caro Companheiro deficiente, Tambem sou deficiente motor com incapacidade de 88%, devido a um acidente de comboio em 2002 resoltando na amputaçao das duas pernas, na altura vivia no porto, tive de vender o andar porque éra um 2º andar sem elevador, vim viver para a Maia numa moradia terrea, mas o que o meu amigo sente nos estacionamentos do continente de matosinhos é real, eu sinto o mesmo, já tenho chamado os seguranças que pouco podem fazer,a sociedade em que vivemos só se lembra dos deficientes quando lhes enteressa, vejamos os nosso governantes prometem benesses mas retiram-nos beneficios a que temos direito, por isso nao é só o zé pobinho que vive na ignorancia estes governantes são mais ignorantes. Enviado