sexta-feira, 5 de junho de 2009

Estimados visitantes do MAIADEFICIENTE não fazia ideia que o blogue iria despertar tamanho interesse, ter tantos visitantes, ultrapassou as três centenas, isto tudo pelo empenhamento em eliminar as barreiras arquitectónicas nas assembleias de voto.

Também quero que fique claro de que o meu empenhamento para que se crie acessos ás assembleias de voto nada tem de politica partidária, mas sim politica social.

Sou um cidadão residente em Vila Nova da Telha, vou exercer um dever cívico, numa mesa de voto, sou deficiente motor, sou dirigente da Confederação Nacional dos Organismos de Deficientes - Delegação Norte.
Pelos deficientes motor e todos os restantes, sinto o dever cívico e moral de reclamar condições para todos os que tem dificuldades de locomoção.

O Decreto-Lei diz dar a estes cidadãos e ás suas Organizações que são os principais interessados no cumprimento das normas de acessibilidades, pelo que concede-lhes instrumentos de fiscalização e de imposição das mesmas.

O Sr. Presidente, Pinho Gonçalves tem feito pela freguesia o que pode.
Mas em meu entender pode e deve fazer mais.

Não concordo com o Sr. Presidente o de querer manter as assembleias de voto na escola da Prozela, escola do século XX sem condições para pessoas com mobilidade reduzida.

As perguntas que os moradores me colocam são do género.

O porquê de o Presidente não querer as eleições na Junta de freguesia?
Eu tenho dito as varias explicações dadas na reunião que tive com o Sr. Presidente e o Sr. Tesoureiro da Junta, de que não quer as eleições na junta por varias razoes. Uma delas, sujarem o chão, é evidente que não é por isso, outros valores se levantam, que a mim fazem confusão, os enterneces políticos venham eles de onde vierem, não se podem sobrepor aos enterneces cívicos e sociais de toda uma população, (esta é a minha posição)
.

A escola da Prozela, em Vila Nova da Telha.

Não tem condições de Estacionamento.
Não tem condições aceitáveis de acessibilidades.
Não tem WC para pessoas com deficiência motora..
Está no estremo da Freguesia.
Um dos elementos das mesas de voto é deficiente motor.

O edifício novo da Junta de Freguesia.
Tem bom estacionamento.
Tem bons acessos, rampas e elevador.
Tem WC com todas as comunidades para pessoas deficientes motor.
Está no centro da Freguesia.
Abrangendo toda a população por igual.

Também a escola do Lidador oferece todas as condições de estacionamento, de acessibilidades, com 5 salas ao nível do rés do chão.

Os moradores de Vila Nova sabem que isto é verdade e sentem uma indignação com o caso.
Ontem um morador de vila nova ofereceu-me a sua disponibilidade contra o Presidente Pinho Gonçalves, respondi-lhe que não, porque não é esse o meu propósito, nem a minha maneira de estar na politica, a minha intenção é que todos sem excepção tenham acesso ás assembleias de voto e a todos os edifícios públicos e civis.

Nunca em passou pela cabeça criar divergências seja com quem for, muito menos com o Sr. Presidente Pinho Gonçalves, que para alem de pessoa que muito respeito, faz o favor de ser meu amigo e meu vizinho, se eu tivesse de criar divergências era com o Sr. Presidente da Câmara Municipal da Maia única entidade com autoridade que pode alterar os locais das assembleias de voto, e não o fez.
A ele Presidente da Câmara já lhe transmiti pessoalmente que estava zangado com ele.

1 comentário:

Joao Couto Lopes disse...

Onde se lê enterneces, deve-se ler interesses